Desanimado com arquitetura? Leia essas 5 dicas!

Era uma manhã fria e chuvosa. O café escaldante da caneca não aquecia, e apesar da bela noite de sono, meu ânino era mínimo. Eu navegava com zoom e pan pelo projeto, sem saber o que fazer, parecia que eu não pertencia àquele lugar…

Cansei-cansei

O pior era que essa situação estava se tornando constante. Então comecei a me questionar. Porque fiz arquitetura? Será que realmente fiz a escolha certa? Será que meu pai estava certo quando sugeriu que eu fizesse medicina? Porque pareço perdido, como posso mudar essa situação?

Logo eu que me achava criativo na faculdade, desenvolvia projetos mirabolantes, agora parece que não passo de um bosta de arquiteto! Meu Deus! Cinco longos anos perdidos! O que eu vou fazer da minha vida?

Por mais estranho que possa soar, isso aconteceu comigo no começo a minha carreira, pouco depois de eu ser despedido do meu primeiro emprego como arquiteto recém formado, com apenas 3 meses de trabalho!

Na época, além de ganhar pouco e me matar de trabalhar, morava de favor e não conseguia entender porque aquilo estava acontecendo comigo. Parecia que o mundo conspirava contra mim.

Ouvi muitas vezes aquele velho deitado ditado: “se o mundo te oferecer limões, faça uma limonada!”. A cada vez que eu ouvia isso ficava possuído de ira: “como vou espremer estes limões?” pensava eu.

Depois disso tudo achava que era o fim do mundo, mas não! Tive que sentir tudo isso na pele, e me manter firme como um tronco pra conseguir chegar onde cheguei. E como sair desse buraco escuro?

Com frequência leio internet afora depoimentos de pessoas que estão passando por uma situação semelhante à minha, perdidas em meio a tantas possibilidades, e acabam por enterrar seus talentos.

Vou compartilhar com você 5 dicas que percebi ao longo da minha carreira, e que se eu soubesse antes, talvez eu tivesse alcançado o SUCESSO MUITO MAIS RÁPIDO!. São dicas incomuns, diferentes das convencionais encontradas pela web. Espero que alguma possa te inspirar!

Cansei-homen de ferro

01 – Tenha um ídolo, uma referência!

Sei que isso pode soar meio pagão, mas faz uma diferença tremenda. Não precisa ser arquiteto ou artista desse meio, mas ele precisa te inspirar. Você precisa ter alguém pra se espelhar, cujo trabalho seja uma referência, pra ser o seu mentor, alguém para você dizer “Putz, um dia quero ser como esse cara!”

Não pense apenas na questão financeira, porque você pode desaminar rápido! Pesquise sobre a vida dele, sobre o que ele fazia antes do sucesso, pois no momento de desânimo, ter alguém assim ajuda a enxergar que você também pode chegar lá.

Outro erro é focar em tudo sobre arquitetura, e esquecer de outros assuntos.  Imagine você e seus amigos em um bar, pode até acontecer que alguém peça a sua opinião sob arquitetura moderna, mas qual é a probabilidade disso acontecer?

Quanto mais assuntos você se interessar, mais criativo e interessante você será! Você conseguirá enxergar as coisas com uma perspectiva diferente. Foi assim que surgiu a inovação de muitos produtos mundo afora!!!

Então, como primeiro passo, tenha uma referência e pense fora da caixa. Experimente!

[magicactionbox]

cansei-alvo

02 – Tenha um objetivo específico para cada etapa da sua vida!

Qual é o seu objetivo nesse momento? Quero ser rico e famoso é muito amplo! Você precisa de algo especifico: melhorar o meu desempenho no AutoCAD, Revit ou Sketchup, por exemplo!

Descubra qual é o seu ponto fraco, e invista em melhorias. Defina um objetivo atingível, que seja fácil. Trace metas para a manhã, depois para a tarde. Quando estiver funcionando, trace metas diárias, depois semanais, depois mensais… Você vai perceber como as coisas evoluem de forma gradativa e mais fáceis.

No meu caso, mesmo tendo dúvidas, o objetivo foi arrumar outro emprego. Eu precisava sobreviver, e mesmo não sabendo trabalhar direito, era o que eu sabia fazer. Resolver a questão de sobrevivência era meu objetivo imediato. O passo seguinte está no item 03.

Como no conto de Alice, “Se você não sabe onde quer chegar, então qualquer caminho serve!”

Cansei-abacaxi

03 – Aprenda com seus erros!

Toda experiência, por mais negativa que seja, tem sempre algo a ensinar. Errar é algo inevitável, não porque queremos errar, mas porque faz parte do processo de aprendizagem. Seja na arquitetura, engenharia ou qualquer outra profissão, ninguém quer errar! Sabemos disso, mas o mais importante é que se não houver um aprendizado com os erros, eles se tornarão recorrentes, e aí a situação se torna desanimadora.

Após resolver a minha questão de sobrevivência, eu passei para o segundo objetivo, que era superar um erro crucial: a pouca prática com o AutoCAD.

Então, assuma seus erros e aprenda a lidar com o eles! Eles ensinam muito!

Cansei-tesouro

04 – O que vale um baú cheio de ouro no fundo do mar?

Nada! Se ninguém souber que ele existe, ele não vale nada! Aqui a regra é simples: Marketing Puro!!! Você precisa se vender, mostrar ao mercado que você existe e que você tem um talento nato para a arquitetura.

Você pode pensar “eu nunca fiz um projeto grande… Eu trabalho como vendedor de móveis planejados ou artigos de decoração, quando vou conseguir fazer um projeto desses? “

Ledo engano. As oportunidades estão à sua porta todos os dias, você precisa apenas detectá-las. Suponhamos que você vá visitar um cliente, pra fazer armários em um quarto. Ajude ele além do seu objetivo principal (que é a venda); se ofereça para ajudar com a escolha de cores do ambiente, com acabamentos ou com a organização espacial. Esteja disposto a ajudá-lo, pois muitos clientes sentem uma insegurança enorme com essas escolhas.

Além disso, como é o mercadinho ou a padaria que você frequenta? Já experimentou oferecer para o proprietário um projeto gratuito para melhorar o local? São pequenos atos, que as vezes não te custam nada, mas se feitos de bom grado, com o tempo o reconhecimento virá. Locais com muito movimento são um ótimo cartão de visita para começar.

Que tal a história de John Morefield: em vez de ficar reclamando da crise, ele fez algo totalmente inusitado! Montou uma barraca em um mercado local, oferecendo idéias de arquitetura por 5 centavos. Lógico que não foi ai que ele ganhou dinheiro, e nem estou sugerindo que faça isso, mas foi ali que ele mostrou o seu trabalho para muita gente. Fez o seu marketing!!!

Veja a história dele aqui:

A história de John Morefield

Cansei-forrest gump

05 – Aprenda a contar histórias!

Porque você acha que o Senhor dos Anéis, a saga Star Wars, Harry Potter ou mesmo as novelas fazem tanto sucesso? Você já ouviu falar em A Jornada do Herói de Joseph Campbell?

Veja esse video então: (o vídeo é em inglês, mas você pode ativar as legendas) 

As  histórias envolvem e são uma ótima maneira de abordar um assunto. O exemplo real foi como comecei o post: com a minha história. Essa identificação com a história cria uma empatia e prende a atenção das pessoas. Pense como você pode adptar uma história ou a sua própria história para se apresentar ou apresentar seus projetos. Tenho certeza que se bem contada, envolverá todos os presentes.

Espero que estes simples passos possam ser uma ajuda! Mas acima de tudo, o mas importante é confiar em si mesmo e não desistir!

Até o próximo encontro!

PS.: Não se esqueça de comentar e curtir nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/academiadedesenhodigital

 

  • WILTON DAVID

    É fantástico quando podemos ler um testemunho desse e observar como você conseguiu dimensionar o problema todo mesmo estando dentro dele e recriar uma outra atmosfera de raciocínio cara. Parabéns e obrigado pelas dicas, são incríveis.

  • Luíza Pastro

    Eu adorei ler este texto! Obrigada por ter compartilhado tuas sensações, realmente faz diferença. Para nós estudantes, dicas assim são reconfortantes.